quarta-feira, 30 de março de 2011



Não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára, para que você o conserte.
Não crie ilusões. Não viva de expectativas. Quem muito sonha, acaba caindo em pesadelos.

quinta-feira, 24 de março de 2011

domingo, 20 de março de 2011

Me olhou no rosto, não nos olhos.
ficou analisando a velocidade da minha respiração preocupada. Observou atentamente a maneira com que eu molhava os lábios com a saliva quase seca. Espiou todas as expressões faciais que fiz. Por fim, fixou o olhar na direção dos meus olhos que piscavam vagamente, demorando mais de um segundo para fechar e abrir novamente.
Segurou minha mão trêmula e frágil. Meu suor gelado esfriou seus dedos.
Parou na minha mão esquerda. Olhou minuciosamente para cada dedo daquela mão minúscula.
Seus olhos brilhavam. Parecia querer dizer alguma palavra. Mas, não disse nada. Talvez quisesse elogiar minha unha mediana ou criticar meu esmalte vermelho já descascado. Não sei.
Tudo era silêncio. As minhas mãos pareciam suspirar "não me solte, não me deixe" ...
E, foi o que aconteceu. (I.A)

quinta-feira, 17 de março de 2011

Sabe quando você sente uma dor tão forte, e você sabe que a única maneira de fazer ela passar é dormindo?Pois é. No meu caso, se eu pudesse ficar dormindo o dia todo, seria perfeito...sem lembranças, sem dor, sem amor. (L.N)

quarta-feira, 16 de março de 2011

E se não vier, para seu próprio bem guarde este recado: alguma coisa sempre faz falta. Guarde sem dor, embora doa, e em segredo. (C.F.A)

sexta-feira, 11 de março de 2011

Engole seco e sorri. Finge que está tudo bem, aliás, tudo ótimo; finge que foi só um capitulo de um livro de páginas infinitas. Para, supera! esse mundo é de quem sabe viver, ou até mesmo, sobreviver. Ria, mais ria á toa, você não deve nada a ninguém...você sempre foi linda, sempre foi tão alegre, sempre foi tão completa... o que está te faltando agora? porque se preocupar com um amor não correspondido? (L.N)

terça-feira, 8 de março de 2011

Quando surgiu a segunda oportunidade de te esquecer, eu o agarrei; agarrei com tanta força, grudei ao meu peito e não o deixei escapar, não dessa vez! fiquei em silêncio, no meu canto, esperando essa dor passar... esperando que dessa vez funcionasse, já que dessa vez eu realmente queria que passasse. (L.N)

quinta-feira, 3 de março de 2011

Nem todos

estarão disponível para reparar sua dor. Não se doe para quem não faz questão, não ria pra quem não quer o seu sorriso, não seja boa demais pra quem não reconhece o seu esforço. Seja você mesma e sempre construa seu caminho sem nenhuma dependência. NÃO, ninguém vai estar o tempo todo com você, as vezes quem te ama tanto te diz um não. Então chega de choro, de lamentação, porque quantidade nunca foi qualidade e muitas das coisas que ouves é da boca pra fora. Para não se decepcionar tanto, acredite em você, em uma nova vida, em um recomeço, porque ainda tem solução.